Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quem Tramou a Gordinha?

Quem Tramou a Gordinha?

22
Nov20

Qual a série mais 'cliché' e fofinha para este natal?

Cláudia Matos Silva

 

A série é Dash & Lily e por enquanto está a passar discretamente pelo top dos mais vistos da netflix. Eu também não daria grande crédito se não espreitasse o trailer e mesmo assim não fiquei totalmente convencida. Uma série com vários ingredientes que à partida não me cativam; uma comédia teen, passada no período do natal e muitos clichés romanticos. Mas a verdade é que após ver o primeiro episódio, que passou num instante, fiz o impensável; papei os 8 capitulos de uma só assentada e fiquei com um brilho nos olhos e uma certa ranhoca a ameaçar descer pela narina.

 

 

Dash & Lily é aquele tipo de romance ligeiro mas muito açucarado e não se recomenda a toda a gente. De qualquer forma se gostaram do 'Sex Education' há fortes possibilidades de gostarem desta série (que ainda só tem uma temporada sem garantias de uma segunda). A fórmula, identifico-a como sendo semelhante à de 'Sex Education', um guião teen mas escrito por adultos que recuperam memórias, recalcamentos e fantasias das suas respectivas adolescencias. É por isso evidente que eu com 43 anos tenha apreciado as tiradas algo datadas e que muitos miúdos de hoje não irão compreender. 

 

 

Dash & Lily recupera a nostalgia dos livros e das livrarias, a importancia da palavra escrita e do seu poder para criar magia. É na magia que assenta esta série cujos clichés não causam mossa. A história é inspirada nos livros de David Levithan e Rachel Cohn, e remete-nos para o arrebatamento do primeiro amor. E apesar disso Dash & Lily mantem-se ligeira, excelente para estes tempos de intempérie. Vai saber bem vê-la outra vez na noite de natal, a comer pizza do Pingo Doce e a beber Trinca Bolota em copo roubado à cristaleira da mãe. Não sei quanto a vocês mas para mim o plano parece-me perfeito.

 

3 comentários

Comentar post