Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quem Tramou a Gordinha?

Quem Tramou a Gordinha?

29
Jan20

Porque te pintas?

Cláudia Matos Silva

- Para ficar bonita.

- E porque não ficas?

 

Era uma paródia dita cá em casa, como tantas outras que juntas davam um livro, e que ajudaram a tornar a minha infância e adolescencia menos cinzenta. 

 

 

O post não é sobre infância ou adolescencia mas sobre o facto de eu ter voltado a maquilhar-me. Sinceramente achei que não voltaria a fazê-lo e nem sei ao certo os motivos, mas são vários. O primeiro é porque não sei maquilhar-me, por mais tutoriais que veja tudo me parece dificil mesmo quando dizem que é fácil. Depois sou demasiado preguiçosa e não me parece fazer sentido maquilhar-me para ir ao Pingo Doce. E há muitos mais motivos que devido à preguiça não vou mencionar, aliás, eu não sou mais presente neste blog pelos mesmos motivos pelos quais não me maquilho; não acho que escreva assim tão bem e só de pensar vir para o pc, sentar-me em frente ao teclado dá-me uma preguiçaaaaa.....

 

Porém, com a minha presença diária no instagram, falando com os meus seguidores percebi que estava constantemente desgrenhada, cara-pálida e de pijama. Um vez por outra é giro, faz de mim até meio destemida, arrojada...uau...de pijama e ainda com aquele bafo matinal dos infernos e a gravar stories, que mulher corajosa. Mas sinceramente, até a mim já me começou a incomodar estar sempre enfiada na porra de um pijama com os lábios pálidos e gretados a mandar postas de sabedorias a quem tem a paciência de me seguir. 

 

 

Então pensei, nem que seja para eu me sentir bem e tentar quebrar a tal da preguiça vou comprar umas pinturas e borrar a cara. Tenho-me sentido melhor, pelo menos quando olho ao espelho, noto que mesmo não percebendo da arte de maquilhar, uma sombrinha dá sempre um 'glow' e um baton - mulher e baton deviam ser inseparáveis. É claro que às vezes chateio-me e volto a entrar em modo pijamix e nem uma pinga de água passo pela cara mas estou muito orgulhosa  pela iniciativa e pelo atrevimento. Porque quando o caminho me é desconhecido, acanho-me e recuso seguir em frente. E sim, estou só a falar de maquilhagem, ou talvez não, mas tê-la comprado e atrever-me a usá-la foi para mim um passo de gigante rumo  ao desconhecido,  e assim deixo este medo para trás. Agora faltam os outros medos...um medo de cada vez...

1 comentário

Comentar post