Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Quem Tramou a Gordinha?

Quem Tramou a Gordinha?

29
Out19

Fazer de contas que não se vê alguém faz de nós más pessoas?

Cláudia Matos Silva

 

Para mim não . Mas falo em minha defesa, sou especialista em não ver ou então pôr-me numa posição estratégica mesmo a jeito para não ver. Desculpo-me com a minha falta de visão periférica mas por ver demasiado bem consigo fugir na maior parte das vezes.

 

Há quem leve a mal quem o faz, ache uma tremenda falta de educação, discordo. Há momentos que não quero falar com ninguém, ou porque vou demasiado concentrada nos meus pensamentos ou porque me esqueci da máscara social em casa e não estou com capacidade anímica para ‘smooth talk’que é como quem diz, conversa da treta, sorrisos amarelos e silêncios constrangedores. Há dias e dias. Nuns consigo encarnar a personagem e ainda pagar um café ao sortudo. Noutros apetece-me ver aquela pessoa em particular mas o mesmo não é verdade para outro individuo. Como o tempo, há gente que às vezes apetece outras nunca apetece, e outras há que não nos importamos de aturar nem que seja por uns minutos. Em casos limite, sinto-me até melhor pessoa naquele pequeno sacrificio de aturar alguém por quem não morro de amores. 

 

Hoje dei corda aos sapatos mal pressenti estar na presença de uma pessoa, que nem tendo nada contra, também não tenho a favor. Não me aquece, nem me arrefece e eu tinha uma pilha de loiça para lavar em casa, e isso era bem mais importante que aquele individuo com cara de quem lhe espetaram um cabo de uma vassoura pelo cu acima. 

 

Isso faz de mim má pessoa? Eu sei que não mas cada um tem direito à sua opinião e para que conste, a minha ainda é a opinião mais importante.