Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Quem Tramou a Gordinha?

Quem Tramou a Gordinha?

17
Jul20

Então Jesus, porque vais voltar?

Cláudia Matos Silva

Será pela família, pelo Covid, para fugir ao escândalo com a advogada brasileira ou pelo benfica? Eu diria que é por tudo isto mas no topo do bolo não está a cereja mas o 'pilim' e que atire a primeira 'padrada' quem nunca se moveu pelos carcanhois. Afinal o mundo gira em torno do dinheiro e por mais que tentemos romantizar uma vida onde nos alimentamos de amor e poesia a verdade é que, a não ser que tenhamos um caso com o padeiro ou o peixeiro, ninguém escapa ás suas despesas. 

 

De qualquer forma, há muito que acredito que, Jesus nunca quis sair de Portugal, e aquela historieta com o Sporting foi uma marretada não só na carreira mas na vida pessoal do treinador. No fim das contas, o que estava reservado para Jesus era muito mais do que se imaginava. E depois de andar pelas arábias, faz-se rei das américas. Não tivesse ele o nome do divino, podia ter levantado um certo mau estar entre os brasileiros que ainda não esqueceram a imagem do colono português. Ora Jesus, não foi colonizar o futebol brasileiro, bem pelo contrário, potenciou o talento de quem já sai da passarinha da mãe a sambar, a dar toques de bola e a beber água de coco. Assim é o brasileiro, um portento seja nas artes ou no desporto, Jesus meteu ordem no Flamengo e foi quanto bastou para aquela malta começar a ganhar trofeus.

 

Podem espantar-se, porque raio escrevo um texto sobre um treinador de futebol? É estranho, confesso que sim, não ligo nada a futebol mas diz-se que sou do Sporting. Já sabemos que Jorge não teve sorte no clube verde e branco, mas sabe-se (de acordo com a CMTV) que irá regressar ao velho continente para comandar os destinos do clube da águia.

 

Este video já foi gravado há um tempo, ainda o Covid não fazia parte do nosso dicionário. Sempre desconfiei que o JJ estava com o cu no ar para voltar aqui para o burgo. Digam o que disserem há lá melhor sitio para viver que nesta chafarica a que chamaram de Portugal.

 

O treinador com mais de 60 anos é para mim a prova de que nunca é demasiado tarde para alcançarmos os nossos sonhos. É por isso que escrevo estas linhas sobre alguém ligado ao futebol e que na verdade me diz muito pouco enquanto pessoa ou profissional. Não posso, no entanto, ignorar que este era o tipo com quem toda a gente gozava, o rei das bacoradas, o que escarafuncha os dentes com a língua durante as conferencias de imprensa e que teve uma conversa surreal com a pintora Paula Rego. Gozámos com ele durante tanto tempo e nesta altura temos de nos vergar às evidencias, a idade fez-lhe bem. Como um bom vinho maturado, deu-nos a todos (e não falo de futebol) a esperança de que ainda vamos conseguir realizar os nossos sonhos. Porque no fundo o Jorge é só aquele tipo que nasceu na Amadora e que durante anos viveu na sombra para chegar a uma idade madura e mostrar que esteve sempre a trabalhar para o seu grande sonho. Trabalhemos nós para o nosso, porque não é tarde, e Jesus é disso prova.